Menu
Modelos
Menu

Indicações importantes sobre os modelos Porsche totalmente elétricos

1. Autonomia

As autonomias determinadas no ciclo de referência WLTP permitem uma comparação entre todos os construtores. Estas também incluem o ganho de autonomia através da recuperação (recuperação de energia durante a travagem). A autonomia relativa a viagens de longo curso adicionalmente indicada fornece um valor de orientação para viagens de distâncias mais longas, tendo por base um ciclo parcial de WLTP para viagens de longo curso, tendo igualmente em conta os equipamentos auxiliares (por exemplo, ar condicionado). Certos fatores como, por exemplo, estilo de condução, condições de trânsito, topografia, velocidade, utilização de equipamentos auxiliares (por exemplo, climatização, infoentretenimento, etc.), temperatura exterior, número de ocupantes, carga transportada e modo de condução selecionado (por exemplo, Sport) podem ter uma influência negativa em termos da autonomia real.

2. Bateria

Uma bateria de iões de lítio está sujeita a um processo de envelhecimento e desgaste físico e químico, o que reduz a sua capacidade, dependendo do comportamento de utilização e das condições ambientais, o que resulta numa menor autonomia e mais tempo de carregamento à medida que a idade da bateria aumenta. Devido à influência da temperatura no desempenho da potência do acionamento e da carga da bateria, bem como na vida útil da bateria, deverá ter-se em conta o seguinte ao estacionar, conduzir e carregar:

Evitar, na medida do possível, temperaturas ambiente contínuas acima de 30 °C, por exemplo, ao estacionar sob a luz solar direta.

No caso de temperaturas ambiente inevitavelmente superiores a 30 °C com o veículo parado, ligue o veículo à rede elétrica após o funcionamento e carregue a bateria de alta voltagem com corrente alternada (AC) até um estado de carga máximo de 85%.

Se o veículo estiver parado mais de duas semanas, a temperatura ambiente deverá situar-se, se possível, entre 0 °C e 20 °C e a carga da bateria deverá ser mantida entre 20% e 50% durante a imobilização.

Para um tempo de carregamento o mais curto possível, é ideal uma temperatura da bateria de aprox. 30 °C a 35 °C.

Para os carregamentos diários do veículo, deverá ser definido um estado de carga máxima da bateria de alta voltagem de aproximadamente 80%.

3. Carregamento

As potências e os tempos de carregamento indicados dependem de diversos fatores: em geral, a potência e o tempo de carregamento podem variar em função de fatores, tais como a potência instalada disponível da infraestrutura de energia do país, da instalação doméstica do cliente, da temperatura, do pré-condicionamento do habitáculo, do estado de carga e da idade da bateria, devido aos limites físicos e químicos. Desta forma, os tempos de carregamento podem aumentar significativamente em relação aos valores indicados. O valor máximo do tempo de carregamento em corrente contínua (DC) para um aumento do estado de carga de 5% para 80%, pressupõe um posto de carregamento rápido CCS (Combined Charging System) com > 270 kW e > 850 V, bem como uma temperatura de bateria de 30 °C a 35 °C. O estado de carga no início do carregamento não pode ultrapassar os 5 %. Aplicam-se os mesmos requisitos ao cálculo do tempo de carregamento indicado para uma autonomia WLTP de 100 km. Por razões de ordem física e química, a velocidade de carregamento diminui assim que a bateria se aproximar da sua capacidade total. Por essa razão, geralmente faz sentido carregar a bateria com um carregador rápido de corrente contínua (DC) até 80% ou em função da autonomia necessária. A utilização predominante de postos de carregamento rápido CCS conduz, a longo prazo, a um aumento dos tempos de carregamento. Para o carregamento rápido habitual com corrente contínua (DC), recomenda-se uma potência de carregamento de 50 kW, no máximo. Para o carregamento em casa, recomenda-se o carregamento com corrente alternada (AC). Com a utilização de uma ficha industrial fêmea (AC) poderá atingir uma maior eficiência e um tempo de carregamento substancialmente inferior relativamente ao carregamento numa tomada doméstica.

4. Propulsão

Em termos gerais, a potência de propulsão disponível nos veículos com bateria elétrica depende de diversos fatores como, por exemplo, a duração da exigência de potência, a tensão e a temperatura da bateria. A potência indicada está disponível por um período mínimo de 10 s, a potência “Overboost” ao utilizar o “Launch Control” de série por um período mínimo de 2,5 s. Uma condução especialmente desportiva ou o carregamento num posto de carregamento rápido podem levar a um aumento da temperatura da bateria e, assim, a uma diminuição temporária da potência de propulsão. Devido a condições físicas, a potência máxima necessária para atingir os valores de aceleração indicados pode ser solicitada várias vezes seguidas, mas não consecutivamente.