Modelos
Menu

Reprodutibilidade da potência

26 vezes partindo do estado parado para atingir 200 km/h e retornando: o novo Porsche Taycan passa pela prova de resistência

Stuttgart/Lahr. Desempenho típico da marca com reprodutibilidade praticamente infinita: o motor elétrico do Porsche Taycan foi projetado de tal forma que pode entregar toda sua potência, mesmo em acelerações sucessivas. Mesmo hotlaps múltiplos no circuito não são grandes esforços para o primeiro carro esporte 100% elétrico de Zuffenhausen.

Um modelo da produção piloto do 4x4 de 440 kW (600 CV) acelerou 26 vezes sucessivamente de 0 a 200 km/h. O palco do teste de “sprint” foi o aeródromo de Lahr. As arrancadas disponíveis no canal “Fully Charged” do YouTube documentaram um tempo médio abaixo de dez segundos. Constatando uma diferença de apenas 0,8 segundos entre o teste mais rápido e o mais lento.

Os testes aconteceram em ambos os sentidos na taxiway do aeródromo. Foi utilizada toda a extensão de aproximadamente 2,3 quilômetros. A temperatura ambiente era de 28 graus Celsius.

[+]

Jonny Smith, Host of Fully Charged

O novo Taycan: o primeiro carro esporte 100% elétrico da Porsche

Toda uma série de inovações tecnológicas permite ao Taycan arrancadas de tirar o fôlego, acelerações típicas de carro esporte e uma alta potência disponível permanentemente:

• Ambos os possantes motores elétricos instalados nos eixos dianteiro e traseiro são motores síncronos de ímã permanente (PSM). Estes dispõem de um rotor com ímãs permanentes de alto padrão de qualidade, que geram um campo magnético natural. O rotor move-se sincronicamente em relação ao campo giratório magnético do estator. Daí o nome PSM. O ondulador por pulsação (PWR) determina a frequência do campo giratório no estator e, assim, a velocidade de rotação do rotor. Pela estrutura, seu modo de funcionamento e seu excelente comportamento térmico, os motores síncronos de ímã permanente são capazes de entregar a possante potência típica da Porsche, e fazem isso de forma reprodutível.

• Uma característica dos motores elétricos do Taycan é a chamada bobinagem hairpin. Nela, as bobinas do estator são feitas de fios que não têm perfil redondo, mas retangular. Os fios são dobrados e lembram, antes da introdução no pacote do estator, o formato de grampos de cabelo – daí o nome “hairpins”. As extremidades abertas têm conexão de solda a laser. A tecnologia hairpin possibilita uma formação mais compacta de fios e, com isso, implanta mais cobre no estator. Com isso, sem variação no volume, a potência e o torque aumentam. Outra vantagem para um carro que visa alto desempenho como o Taycan: um estator hairpin permite uma refrigeração mais eficiente.

• O Taycan é o primeiro veículo fabricado em série que vem com uma tensão de sistema de 800 volts, ao invés dos 400 volts típicos dos carros elétricos. Isso permite, entre outros, altas potências de longa duração e de carregamento, e reduz o peso da fiação de cabos de alta tensão. Assim, o carro fica não somente rápido de dirigir, mas, também, rápido de recarregar.

• O controle central térmico garante, junto com o conceito do trem de força (PSM e tecnologia de 800 volts), a alta reprodutibilidade. Por meio da refrigeração orientada à demanda, alcança-se o desempenho típico de carros esporte, e isso, se desejado, repetidas vezes sucessivamente. Para tal, a Porsche implementou uma grande amplitude de desempenho e autonomia. Além disso, no inverno, o inteligente controle central térmico proporciona um aquecimento eficiente adequado.

A velocidade máxima do Taycan fica acima de 250 km/h. De 0 a 100 km/h, ele arranca em bem menos de 3,5 segundos. A bateria de íon-lítio dispõe de uma capacidade bruta de cerca de 90 kWh. O Taycan será apresentado em setembro e lançado no final do ano.

O campo de provas: o aeródromo de Lahr

Inaugurado em 1913 para zepelins, o campo foi empregado após a segunda Guerra Mundial como aeroporto militar. Primeiro por tropas francesas e, a partir de 1967, por tropas canadenses da NATO. Após a retirada destas em 1994, o Automóvel Clube Alemão ADAC Südbaden realizou eventos de automobilismo off-road ali. O campo, também conhecido como Regio-Ring, foi palco entre 1996 e 1998 para corridas de carros de fórmula e de turismo, que chegaram a contar com mais de 30.000 espectadores. Hoje, o aeródromo localizado ao lado da autoestrada A5 (Karlsruhe/Basel) é usado por aeronaves comerciais e de frete, bem como para testes e medições da indústria automobilística.

Imagens no Newsroom da Porsche ( newsroom.porsche.de ) e no banco de dados da Porsche para a imprensa ( presse.porsche.de ).