HOME

Navegação principal
Modelos
911

O sistema de controlo da velocidade de cruzeiro

O Cayman
Porsche O Cayman - O sistema de controlo da velocidade de cruzeiro

O sistema de controlo da velocidade de cruzeiro

Tempostat

Como opção, está disponível para os novos modelos Cayman um sistema de regulação automática da velocidade, cujos limites se situam entre os 30 e os 240 km/h. O condutor activa a regulação através de um comando instalado numa alavanca separada da coluna de direcção. Com vantagens claras: o sistema de controlo da velocidade de cruzeiro Tempostat ajuda-o a não exceder os limites de velocidade – e, ao mesmo tempo, ajuda a economizar combustível mantendo velocidades constantes.

O sistema de controlo da velocidade de cruzeiro, incluindo Porsche Active Safe (PAS)

Este sistema encontra-se disponível, a título opcional, e permite controlar a velocidade em função da distância relativamente ao veículo da frente. Um sensor radar monitoriza uma área até 200 m da faixa de rodagem à sua frente. Quando ajusta uma determinada velocidade e se aproxima de um automóvel que circula à sua frente a uma velocidade inferior, o sensor radar detecta esse automóvel.

O sistema reduz então a velocidade do seu automóvel através da desaceleração ou de uma ligeira travagem, até que fique à distância previamente definida. O seu automóvel passa a circular a uma velocidade reduzida atrás do automóvel à sua frente. Caso este continue a travar, também o sistema de controlo da velocidade de cruzeiro continua a reduzir a velocidade, – até à imobilização.

Se detectar uma redução da distância do veículo da frente, o sistema coloca os travões em alerta para aumentar a segurança. As operações de travagem mais fortes têm, no entanto, de ser realizadas pelo próprio condutor.

Caso a sua faixa de rodagem volte a ficar livre, o automóvel acelera até retomar a velocidade inicialmente ajustada.

No caso de uma aproximação demasiado rápida ao veículo da frente, o Porsche Active Safe (PAS) avisa-o por meio de um sinal acústico e óptico. Além disso, é desencadeado um breve impulso de travagem e, eventualmente, introduzida uma chamada de intervenção – nesse caso, uma travagem iniciada pelo condutor é reforçada dentro de determinados limites do sistema até uma travagem completa.