HOME

Navegação principal
Modelos
911

A lubrificação de cárter seco integrada 911 Turbo S

Porsche 911 Turbo S - A lubrificação de cárter seco integrada

A lubrificação de cárter seco integrada

Mais potência apesar de um consumo inferior. Soa contraditório, mas é bastante simples. Basta ter a coragem de questionar as normas.

Por exemplo, com o colector de expansão do ar dos modelos 911 Turbo. No clássico sistema de admissão de ressonância aplica-se: quanto mais ar mais potência. O efeito de compressão no sistema de admissão é utilizado para empurrar o máximo da mistura de ar/combustível para dentro do cilindro. A desvantagem é que na compressão o ar aquece. A ignição da mistura não pode, por conseguinte, efectuar-se de forma optimizada.

O sistema de colector de expansão inverte este princípio. Através da sua geometria em comparação com o sistema de admissão convencional: o tubo do distribuidor é mais comprido e possui um diâmetro menor e os tubos de admissão são mais curtos. Deste modo, as vibrações de ar são utilizadas de forma diferente: em vez da fase de compressão, é utilizada agora a fase de expansão antes da câmara de combustão, uma vez que o ar arrefece na expansão. Consequência: a mistura na câmara de combustão está mais fria e permite uma ignição optimizada.

Através da expansão entra menos ar nos cilindros. Um ligeiro aumento da pressão do turbo compensa este efeito. É possível contrariar, através dos intercoolers optimizados, o aquecimento do ar resultante da pressão superior do turbo.

Deste modo, obtém-se uma maior potência não através de uma maior quantidade de ar, mas sim através de ar mais fresco. O resultado é uma melhoria do grau de eficiência do motor e um incremento da potência, bem como um consumo mais baixo a elevadas rotações e cargas do motor.