HOME

Navegação principal
Modelos
911

Turbinas de geometria variável (VTG) 911 Turbo S Cabriolet

Porsche 911 Turbo S Cabriolet - Turbinas de geometria variável (VTG)

Turbinas de geometria variável (VTG)

As turbinas de geometria variável dos dois turbocompressores refrigerados a água e ligados em paralelo eliminam em grande parte o conflito de objectivos dos turbocompressores convencionais: os gases de escape admitidos são conduzidos pelas pás móveis de comando electrónico até à roda da turbina, de forma a obter as características de um turbocompressor “pequeno” ou “grande”. Desta forma, obtêm-se as melhores condições de fluxo mediante as circunstâncias de funcionamento. A disposição das pás é gerida pelo sistema electrónico do motor.

Assim, é possível atingir uma rotação elevada das turbinas mesmo em regimes baixos de rotação do motor e, por conseguinte, uma pressão do turbo igualmente elevada. Deste modo, é possível obter um melhor grau de enchimento do motor, um aumento claro da potência e um binário superior. A curva do binário atinge mais cedo um nível superior, conseguindo mantê-lo. Também o comportamento de resposta do motor turbo com estabelecimento dinâmico da pressão de sobrealimentação é melhorado através das turbinas de geometria variável.

Ao alcançar a pressão máxima do turbo, as pás são abertas. A disposição das pás regula a pressão do turbo pretendida em toda a faixa de rotações do motor, pelo que desta forma a válvula bypass deixa de ser necessária. Igualmente impressionantes: os valores do consumo tendo em conta a elevada potência. Simplesmente eficiente, tal como seria de esperar de um turbo. Um 911 Turbo, para ser mais específico.