HOME

Navegação principal
Modelos
911

Os motores 911 Carrera 4

Porsche - Os motores

Os motores

A resposta a estas duas perguntas encontraremos no futuro: no futuro do automóvel desportivo. No 911, o futuro começa já hoje – com motores eficientes e que contribuem, de modo significativo, para um consumo comparativamente baixo. E cujo som é inconfundivelmente Porsche.

Os motores do 911 são inconfundivelmente desportivos, também graças ao botão SPORT de série.

Premindo o botão, o motor torna-se mais agressivo e a dinâmica do motor é gerida de forma mais directa.

Contudo, performance e eficiência não representam uma contradição no motor de 3,4 litros dos modelos 911 Carrera. A cilindrada relativamente reduzida e o binário máximo elevado constituem antes uma base inteligente para mais potência: ecológico – e sustentável.

Em nome da eficiência, os nossos engenheiros questionaram muitos dos componentes do motor. As suas respostas: por exemplo o aquecimento rápido do motor e da caixa de velocidades à temperatura de serviço após o arranque do motor graças ao sistema de gestão térmica, sistema de injecção directa de gasolina (DFI) extremamente eficiente.

Factor de peso motor: os motores são construídos em liga leve. Sendo leves mas ainda assim de estrutura rígida, possibilitam consumos comparativamente baixos e oferecem uma grande durabilidade.

O motor. O núcleo inteligente da nossa identidade. Bem, de um construtor de veículos desportivos com «Dr. Ing.» no nome da empresa, não se esperaria outra coisa.

O motor de 3,4 litros

Os modelos base do 911 Carrera possuem um motor Boxer de 3,4 litros com sistema de injecção directa de gasolina (DFI) e VarioCam Plus. Desenvolve 257 kW (350 CV) às 7.400 rpm. Binário máximo: 390 Nm às 5.600 rpm.

Com a caixa manual de 7 velocidades, isso significa para o 911 Carrera: 4,8 segundos dos 0 aos 100 km/h e uma velocidade máxima de 289 km/h. O 911 Carrera 4 atinge os 100 km/h em 4,9 s e uma velocidade máxima de 285 km/h.

O motor de 3,8 litros

Os modelos S do 911 Carrera são propulsionados por um motor Boxer de 3,8 litros com sistema de injecção directa de gasolina (DFI) e VarioCam Plus. A potência: 294 kW (400 CV) às 7.400 rpm. E um binário máximo de 440 Nm disponibilizado às 5.600 rpm.

Com a transmissão Porsche Doppelkupplung (PDK) opcional, o 911 Carrera S acelera dos 0 aos 100 km/h em 4,3 segundos e desenvolve uma velocidade máxima de 302 km/h. O 911 Carrera 4S cumpre o sprint dos 0 aos 100 km/h em 4,3 s e alcança a sua velocidade máxima aos 297 km/h.

O sistema de gestão do motor

O sistema de gestão do motor EMS SDI 9.1 contribui para que o motor trabalhe de forma ideal em todas as condições de funcionamento. Comanda, entre outras coisas, a posição da válvula da borboleta (E-Gas) – um pré-requisito para o funcionamento do sistema Porsche Stability Management (PSM) equipado de série. Para além disso, regula todas as funções associadas ao motor. Para valores óptimos de consumo, emissões e potência em qualquer situação de condução.

Outra função: o controlo de detonação selectiva por cilindro. A detonação dos seis cilindros é controlada em separado, uma vez que nunca funcionam exactamente sob as mesmas condições. Em caso de necessidade, o ponto de ignição é alterado individualmente para evitar o desgaste dos cilindros e dos êmbolos a alta rotação.

O diagnóstico On-Board, segundo a norma europeia, reconhece falhas que possam surgir nos sistemas de escape e de combustível, indicando-os durante a viagem. Assim, evitam-se a emissão de poluentes e consumos desnecessários.